CRAS DESENVOLVE PROJETO VISANDO O ATENDIMENTO A POPULAÇÃO IDOSA

 O “Projeto Vivendo Bem a Terceira Idade” desenvolvido pelo Centro de Referência de Assistência Social-CRAS do município de Itapuca/RS através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV, visa desenvolver atividades de lazer, de fortalecimento de vínculos e que venham a aumentar a qualidade de vida dos idosos residentes no município, por meio de atividades de socialização, as quais são realizadas semanalmente.

São desenvolvidas diversas atividades tais como: dinâmicas de grupos, passeios, alongamentos, ginástica, brincadeiras, atividades pedagógicas, dança, reflexão e confraternizações com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares e comunitários. As atividades são elaboradas de acordo com as necessidades dos idosos para possibilitar uma melhoria dos aspectos psicossociais e saúde, sendo que as atividades priorizam além da integração, interação e socialização do grupo,  a melhoria e a manutenção das capacidades físicas, funcionais e cognitivas, buscando o bem-estar e contribuindo para uma melhora na auto-estima dos idosos.

São atendidos dois grupos de idosos, sendo que um é na Sede do município com atividades semanais as quais são intercaladas com dança e reunião e o outro grupo atendido, é na Comunidade de Linha Nona onde são realizadas reuniões mensais. Ao todo participam cerca de 45 idosos nas atividades grupais.

De acordo com a Assistente Social, Rosangela Craco Reck, coordenadora deste projeto,   o fenômeno universal do envelhecimento das populações é decorrência do aumento do tempo de vida, e tem colocado na ordem do dia a questão dos idosos e dos aposentados. Embora a longevidade (processo inevitável e irreversível) constitua uma notável conquista da ciência, todas as pessoas sensatas são unânimes em afirmar que mais importante do que ter a existência prolongada é envelhecer com dignidade e qualidade de vida. E, é por isso que o CRAS prioriza o atendimento aos idosos, pensando sempre na melhoria da qualidade de vida, da auto-estima e do fortalecimentos dos vínculos, tanto familiares quanto comunitários.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *